home  | 

 

 

VALTER FERNANDES É O CAMPEÃO BRASILEIRO DE TRIAL NATURAL DA TEMPORADA 2006.

 

O paulista Valter Fernandes, equipe Gas Gas, conquista seu primeiro título nacional de trial Natural, uma semana após conquistar o bi-campeonato brasileiro de trial indoor. Este foi o resultado apurado na grande final do Campeonato Brasileiro de Trial Natural. O evento foi realizado pela Secretaria Municipal de Indústria Comércio e Turismo de Campos - SICOMTUR, com a supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo e Federação de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro. O local aprazível junto às pousadas "Olho D´água" e Recanto da Cachoeira no distrito de  Rio Preto, encantou os atletas e familiares.

 

As insistentes chuvas que caíram na véspera e durante a prova, obrigaram a organização do evento a promover várias mudanças no circuito. A quarta etapa, foi realizada no sábado em três voltas por cinco seções. O primeiro grupo formado por três seções estavam muito escorregadios o que fez com que a pontuação fosse muito alta. Já o segundo grupo teve duas seções bastante técnicas, que empolgou o grande público presente, mesmo nas condições adversas de tempo.
 

Na classe Novatos, Caíto Theodoro venceu com 25 pontos perdidos contra 29 de Rilson Freitas.  Na classe Avançados, Henrique da Matta com 25 pontos perdidos venceu Paulo Martini (31 pontos) e Thiago da Matta (48 pontos perdidos). Já Juventino Barros abandonou a prova com problemas mecânicos.
 

Na classe Super, principal categoria do trial brasileiro, a disputa foi emocionante. O japonês Ken Yonezawa e o brasileiro Thiago Vermelho que também lutavam pelo título, estavam determinados a impedir a vitória de Valter Fernandes e como ele, executavam passagens sensacionais pelas seções. Mércio Dias e Caio Salerno, sem chances de título, também estavam determinados a carimbar o título de seus adversários e assim também superaram elegantemente todos os obstáculos. Salerno com problemas na embreagem, foi obrigado a cincar algumas seções e ficar fora da disputa do podium. Caio terminou com 47 pontos perdidos ficando com o 5º lugar. Mércio com 39 pontos ficou em 4º. Em 3º, com 37 pontos,Thiago Vermelho. Ken Yonezawa com 36 pontos perdidos ficou em 2º e Valter Fernandes, perdendo apenas 30 pontos, conquistou a vitória e subia mais uma pedra em direção ao título.

Devido às fortes chuvas e impossibilidade de acesso a cachoeira Pedra Rasa onde seria realizado o  circuito de domingo, os organizadores decidiram cancelar o circuito e repetir o de sábado. Foi criada mais uma seção e modificadas todas as existentes, o que tornou mais emocionante a disputa.
Na classe Novatos, muito disputada, Rilson Freitas foi melhor no primeiro grupo de seções e no segundo grupo, Caíto que agora precisava tirar a diferença, somente igualou a pontuação do segundo grupo e somou 51 pontos perdidos ficando com o 2º lugar. Freitas com 40 pontos conquistou a vitória e também o título brasileiro de 2006 terminando empatado com Caíto com 70 pontos, mas beneficiado por ter vencido a última etapa.

Na classe Avançados, Henrique da Matta ainda precisava vencer para garantir o título. Paulo Martini, único a poder impedir essa conquista, mesmo tendo mostrado uma grande evolução, não foi feliz e perdeu 67 pontos alcançando apenas o 4º lugar. Juventino Barros, piloto mais experiente, conquistou o terceiro lugar perdendo 46 pontos. Com 44 pontos perdidos, Thiago da Matta, que esteve ausente das etapas anteriores, conquistou o segundo lugar. Em primeiro, ficou mesmo o mineiro Henrique da Matta. Muito seguro e demonstrando um ótimo controle da moto, Da Matta perdeu apenas 38 pontos confirmando sua superioridade e conquistando o título brasileiro de 2006.

Na classe Super, uma vez mais a disputa foi acirradíssima, principalmente entre Valter Fernandes e Ken Yonezawa. Mércio com problemas no freio foi obrigado a cincar praticamente toda a prova e terminou com 80 pontos perdidos. Salerno e Vermelho passaram a travar uma disputa particular, já que não conseguiam acompanhar a performance dos seus concorrentes. Salerno superou Vermelho no primeiro grupo e Vermelho foi superior no segundo grupo. Na soma, Vermelho com 44 pontos perdidos venceu Salerno que terminou com 45 pontos e o 4º posto.
A grande disputa foi mesmo entre Yonezawa e Fernandes. Ambos zeravam muitas seções o que tornava a disputa mais emocionante.


No primeiro grupo, Ken cometeu apenas 12 faltas, mas Fernandes em uma atuação fenomenal, marcou apenas 4 pontos perdidos e conquistava o publico presente.
No segundo grupo, mais determinado, Yonezawa começou a tirar a diferença fazendo ótimas passagens e também demonstrando um ótimo controle. Venceu Fernandes neste grupo de seções por 15 faltas contra 20. Mas, na soma total, não foi suficiente para superar Fernandes que venceu e conquistou o título de Campeão Brasileiro de Trial Natural 2006

 

A cerimônia de premiação foi presidida pelo Sr. Geraldo Coelho Diretor do Departamento de Trial da Confederação Brasileira de Motociclismo, que em seu discurso agradeceu ao Prefeito Sr. Alexandre Mocaiber e ao Secretário de Indústria, Comércio e Turismo Sr. Rockfeller de Lima, ambos representados pelo Sub-Secretário Marcelo Queiroz, por todo apoio recebido e elogiou a estrutura colocada a disposição da CBM pela Prefeitura de Campos para realização do evento. Leandro Ribeiro Gomes e Betinho Moll organizadores locais do evento também participaram da entrega de premiação aos atletas vencedores.
 

 

Desenvolvido por Design Corp do Brasil - Internet High Technology